Email:  
Senha:  
   
    Esqueci a senha!
    Cadastre-se
    :: home Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018
  • Câmara aprova mudanças na Lei Geral
    A Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem, 31, o Projeto de Lei Complementar nº 87/2011 (proposta enviada pela presidente Dilma e apensada ao PLP 591/2010), que faz ajustes na Lei Geral...
    [leia mais]
  • Circular 274 - Outubro / 2010
      Veja nesta circular as seguintes matérias: Conciliação Bancária - Envio de relatórios mensais Cancelamento de NF-e Novas Regras para Acidente de Trabalho Novas...
    [leia mais]
  • Vitória! Brasileiro saberá a quanto paga de imposto.
    Obrigatoriedade de detalhar impostos na NF começa em Junho/2013 Ato "Não Veta Dilma", realizado na semana passada, com a participação do SESCON-SP...
    [leia mais]
  • Teto do lucro presumido será de R$ 72 milhões em 2014
    Para a Sescon-SP, o congelamento do teto mais de dez anos foi prejudicando gradualmente o setor empresarial SÃO PAULO - A partir do próximo ano, o teto de faturamento das empresas...
    [leia mais]
  • SISCOSERV - Serviços de Transporte de Cargas
      SOLUÇÃO DE RESPOSTA COSIT Nº 257/14 1) Prestador de serviço de transporte de carga é alguém que se obriga com quem quer enviar coisas (tomador...
    [leia mais]
  • CENSO ANUAL DE CAPITAIS ESTRANGEIROS NO PAÍS - 2012
    Informamos que iniciou ontem o prazo para entrega da nova Declaração referente ao Censo Anual de Capitais Estrangeiros no País 2012, conforme Circular do BACEN nº 3.602/2012. Estão...
    [leia mais]

ANTERIORES

DESTAQUES

As diferenças entre o empreendedor e o gestor.

Ricardo Verissimo Palestrante

O primeiro impulso após ter um sonho de empreender é acreditar, e muito além de acreditar é colocar a mão na massa. Trabalhar e trabalhar... Quem acredita que sendo empreendedor vai trabalhar menos, que como colaborador de uma empresa, está profundamente enganado. Se o que te move a empreender, é o pensamento de trabalhar menos, muito provavelmente terá uma grande decepção. 

Recentemente assisti a um vídeo do grande Silvio Santos, um dos maiores comunicadores e empreendedores que conheço. No vídeo ele fala de forma bem informal para seus colaboradores, deixa bem claro, entre outras dicas, a que considero mais simples e mais profunda que é: 

"Só não segue o objetivo, quem acredita que as coisas são fáceis. Todas as coisas são difíceis, todas as coisas tem que ser lutadas. Quando você consegue uma coisa fácil, desconfie, porque ela não é tão fácil quanto parece. Continue trabalhando, continue apostando na sua intuição, continue com os pés no chão. Não se importe com que sua esposa fala, com que seus filhos falam, com que seus amigos falem. Se importe com que você vive no dia-a-dia. Pelo menos foi assim que eu conseguir ir de camelô a banqueiro" 

Silvio Santos 

Vídeo disponível no meu site pessoal no link: http://ricardoverissimo.com.br/2012/06/aprendendo-com-o-mestre-silvio-santos/ 

O ser empreendedor é um ser de comportamentos específicos, confunde-se comumente gerir um negócio com empreender, e nada tem em comum. O administrador é um profissional moldado em esforço no estudo de técnicas administrativas, comprovadas após utilizadas em organizações. 

O empreendedor é motivado pelo comportamento e atitude, é alguém que gosta do imprevisto, do risco, da instabilidade de empreender. Certa vez ouvi um amigo dizer que empreender é solitário, e é mesmo, pois as decisões são solitárias. Empreender é absorver as dificuldades, a instabilidade de um ambiente e transformá-lo virtualmente em um ambiente seguro e confortável para quem não consegue lidar com essas variáveis. 

Todo administrador pode ser um empreendedor, mas o empreendedor nem sempre é um bom administrador. Muitos empreendedores quebram por não aceitarem que não são bons gestores e não terem humildade para reconhecer tal fato, procurando aperfeiçoamento ou ajuda de um profissional, de um administrador. 

Uma pesquisa do Sebrae demonstrou que das empresas que se tornaram inativas, 68% tiveram como motivo declarado a dificuldade com habilidades gerenciais. 

Estas pesquisas comprovam que fazer um negócio acontecer, é uma coisa e mantê-los saudáveis, depende muito de capacidade gerencial. Neste ponto que reforço a importância do profissional de gestão, capacitado para tal. 

O empreendedor muitas vezes se vale de intuição e bom senso, para assumir o risco, fatores totalmente subjetivos o movem. O que é bom senso para mim, pode não ser para o outro. O empreendedor oferece soluções antes de serviços, vende pelo resultado e nunca pelas características de seu produto/ serviço. Ser empreendedor é uma cultura. 

A maioria dos empreendedores cruzaram em seu caminho pelo fracasso, mas se temos 68% de empresas que quebram antes dos quatro primeiro anos, por que não somos comumente defrontados com história de fracasso? 

Pesquisando no Google por Histórias de Sucesso ceguei a 7.690.000 resultados contra 1.290.000 de histórias de fracassos. Sabe por que isso acontece? 

Espera aí! Se somente 32% das empresas sobrevivem nos primeiro quatro anos, por que tão poucas histórias de fracasso? Não deveria ser ao contrário? 

Essa discrepância estatística se deve ao fato de que o empreendedor conta seus insucessos pela vitória, ou seja, o fracasso foi só uma etapa para conquista da vitória. O empreendedor é resistente ao fracasso e faz dele trampolim para a vitória. 

O empreendedor é focado no reconhecimento, até aceita o dinheiro como medalha, mas seu prazer é pela competição. O empreendedor é meio como um atleta, é tolerante a falhas, mas é obcecado pela vitória. 

Quando a rotina começa é hora de um empreendimento novo. Esse é o ser empreendedor. 

www.biblioteca.sebrae.com.br/bds/bds.nsf/.../NT00037936.pdf

Fonte: Administradores.com.br










































































 

© 1989 - 2018 ASCON - Assessoria Contábil • Todos os direitos reservados • Política de Privacidade • Desenvolvido por: Gilvan TFS / Eric Costa