Email:  
Senha:  
   
    Esqueci a senha!
    Cadastre-se
    :: home
  • Circular 367 - agosto/18 - NO AR!
    Veja nesta Circular as seguintes matérias: ESOCIAL - Fim reuniões sobre Cartilha, início obrigação geral e prorrogação ME EPP (ago-2018); Desoneração...
    [leia mais]
  • Circular 363 - abril / 2018 está no ar!
    Veja nesta Circular as seguintes matérias: Declaração IRPF/2018 – 3º Aviso! Importância da Contabilidade para sua empresa; Obrigatoriedade da divulgação...
    [leia mais]
  • Receita espera recuperar R$ 600 milhões de empresas do Simples.
    BRASÍLIA - A Receita Federal identificou indícios de irregularidades de quase de R$ 6 bilhões em 29 mil declarações apresentadas pelas empresas optantes do Simples Nacional...
    [leia mais]
  • Empresas tem prazo para emitir Nota Fiscal Eletrônica
    Um novo grupo de empresas está obrigado a emitir a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) em substituição da nota fiscal em papel modelo 1 ou 1A em todos os estados e no Distrito Federal....
    [leia mais]
  • Circular 361 - fevereiro/18 - no ar!
    Veja nesta Circular as seguintes matérias: CARNAVAL- É feriado ou não? DIMOB; DIRF 2018 (Ano-base 2017) - Prazo de Entrega até 28/02/2018; DME – Uma nova obrigação...
    [leia mais]
  • Prorrogação do Prazo - Ponto Eletrônico
    TrabalhistaO Ministério do Trabalho e Emprego por meio da Portaria nº 1.979, de 30/09/2011,DOU de 03/10/2011, altera o prazo para início da utilização obrigatória...
    [leia mais]

ANTERIORES

DESTAQUES

Lei de Olho no Imposto passa a vigorar hoje

Entra em vigor hoje, 10 de junho, a Lei 12.741/12, conhecida como "de Olho no Imposto", que possibilita aos contribuintes conhecer o valor dos tributos embutidos nos preços de mercadorias e serviços.

As empresas deverão listar nos documentos fiscais o valor aproximado de impostos embutidos em mercadorias e serviços, englobando ao todo sete tributos: ICMS, ISS, IPI, IOF, PIS/Pasep, Cofins e Cide, além dos valores referentes ao imposto de importação, PIS/Pasep/Importação e Cofins/Importação, na hipótese de produtos cujos insumos ou componentes sejam oriundos de operações de comércio exterior e representem percentual superior a 20% do preço de venda.

Outra alternativa da nova legislação é detalhar o percentual de tributos em painel afixado em local visível do estabelecimento, ou por qualquer meio eletrônico ou impresso.

Estes meios, inclusive, foram apontados pelo Comitê Gestor do Simples Nacional como opção às micro e pequenas empresas do sistema simplificado de tributos, ao ser questionado sobre o melhor procedimento pela FENACON, Federação do SESCON-SP.

Em um primeiro momento, a orientação é que a fiscalização tenha cunho educativo e estima-se que as empresas tenham até um ano antes de serem multadas.

O Instituto Brasileiro de Planejamento Tributária, em parceria com a ACSP e a Associação Brasileira de Automação Comercial, elaborou uma tabela com o valor médio aproximado dos impostos em cada produto ou serviço comercializados no Brasil. O manual de integração à nova legislação está disponível para download em http://www.impostometro.com.br/;http://www.ibpt.com.br/ e http://www.afrac.org.br/.

Histórico

 

A Lei nº 12.741/12 teve origem em uma iniciativa popular, tendo em vista que o movimento "De Olho no Imposto" recolheu mais de 1,5 milhão de adesões em um abaixo-assinado a favor da discriminação dos tributos. O SESCON-SP participou ativamente desde o início da campanha, capitaneada pela ACSP e apoiada por mais de cem entidades do empreendedorismo.

 

 

Fonte: Informativo SESCON – SP – 10/06/2013

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

© 1989 - 2018 ASCON - Assessoria Contábil • Todos os direitos reservados • Política de Privacidade • Desenvolvido por: Gilvan TFS / Eric Costa