Email:  
Senha:  
   
    Esqueci a senha!
    Cadastre-se
    :: home Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018
  • Circular 357 - outubro/17
    Veja nesta Circular as seguintes matérias: Reforma Trabalhista; Nota Fiscal Eletrônica - Mudanças – Código GTIN; Nota Fiscal Eletrônica - Mudanças com...
    [leia mais]
  • Feliz Natal e Próspero Ano Novo 2017
    Nós, da Ascon, desejamos a todos os nossos clientes um excelente Natal e um Ano Novo repleto de novas conquistas. Que por mais um ano, possamos evoluir lado a lado! Veja nosso vídeo! https://youtu.be/gFxg8JCIi6k ...
    [leia mais]
  • Circular 265 - Janeiro /2010
    Veja nesta circular as seguintes matérias: Obrigatoriedade da indicação do capitulo do produto da TIPI. Visita dos Motoboys da ASCON. Distribuição de Lucros X...
    [leia mais]
  • Circular 342 - JULHO 2016
    Veja nesta Circular as seguintes matérias: 2º ALERTA! - Contratação de Prestação de Serviços de Empresas Estabelecidas em São José dos Campos.O...
    [leia mais]
  • Brasil perde posições em ranking de competitividade
    Relatório do Fórum Econômico Mundial revela queda de duas posições e posiciona País no estágio 2 de desenvolvimento   Apesar de todo o ambiente...
    [leia mais]
  • Fazenda zera PIS/Cofins sobre receitas de ...
    FAZENDA ZERA PIS/COFINS SOBRE RECEITAS DE VARIAÇÃO CAMBIAL PARA HEDGE. BRASÍLIA  -  Decreto presidencial desta quarta-feira no “Diário Oficial da...
    [leia mais]

ANTERIORES

DESTAQUES

Governos estaduais aumentam burocracia para empresas em 2016

Presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, comenta as mudanças anunciadas pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz)

31/12/15 às 10:20 - Por: Redação Charles Damasceno

 

Presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif Domingos

Brasília - Em um momento em que cada vez mais os pequenos negócios precisam de incentivos para continuar a apresentar os resultados positivos de geração de emprego e renda observados nos últimos anos, medidas que vão entrar em vigor a partir de 1o de janeiro de 2016 aumentarão a já massacrante carga burocrática imposta às empresas brasileiras.

As novas exigências são do Convênio 93 do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), baseadas na emenda constitucional 87, que determina que empresas, ao fazerem compras e vendas de mercadorias para outros estados, passem a ser responsabilizadas pelo pagamento e controles fiscais da diferença das alíquotas estabelecidas por cada ente. Além disso, para negociar mercadorias, pode ser exigido da empresa que ela seja cadastrada no fisco do estado a que sua mercadoria se destina.

Outro ponto que deverá complicar a vida dos empresários é a necessidade de mudanças no layout das notas fiscais eletrônicas, com curto prazo de adaptação por parte das empresas: apenas dois meses.

Para o presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif Domingos, as medidas vão na contramão de tudo que tem sido feito para reduzir a grande carga burocrática imposta aos empresários. “Mais uma vez, os fiscos estaduais delegam suas funções ao contribuinte. Temos feito um grande esforço para que as empresas se livrem da má burocracia, como essas, que acabam criando mais dificuldade para a vida dos empresários”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

© 1989 - 2018 ASCON - Assessoria Contábil • Todos os direitos reservados • Política de Privacidade • Desenvolvido por: Gilvan TFS / Eric Costa