Email:  
Senha:  
   
    Esqueci a senha!
    Cadastre-se
    :: home Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018
  • Circular 266 - Fevereiro /2010
    Veja nesta circular as seguintes matérias: ISS Eletrônico – GISS online Informe de rendimentos para Sócios - Ano-base 2009 Visita dos motoboys da ASCON Novo Salário...
    [leia mais]
  • Reduzido o prazo para Cancelamento da NF-e para 24horas!
    Prazo para Cancelamento de NF-e passa a ser de 24 horas A partir de 02/01/2012 o prazo para cancelamento de NF-e passou a ser de no máximo 24 horas a contar da data e hora da autorização...
    [leia mais]
  • Circular 286 - Novembro / 2011
    Veja na Circular 286 - Novembro / 2011, as seguintes matérias:      •    Haverá expediente normal na ASCON dia 02/11.     •   ...
    [leia mais]
  • Salário Mínimo - Novos Valores 2014
    O Decreto nº 8.166, de 23/12/2013 (DOU de 24/12/2013), que regulamentou a Lei nº 12.382/11 (DOU de 28/02/2011), fixou a partir de 01/01/2014 o salário-mínimo em R$ 724,00. Assim,...
    [leia mais]
  • Publicado oficialmente o novo valor do salário-mínimo.
        Por meio do Decreto nº 8.381/2014, que entrou em vigor em 01/01/2015, ficou estabelecido que, a contar da mencionada data, o salário-mínimo mensal será...
    [leia mais]
  • Circular 344 - SET/2016
    Veja nesta Circular as seguintes matérias: Invoice. Retenção na Fonte de Tributos Federais - Dispensa para Simples Nacional e obrigatoriedade da declaração. Exija...
    [leia mais]

ANTERIORES

DESTAQUES

Exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e da COFINS

Notícia Portal Simples Nacional

Exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e da COFINS

Em 8 de outubro de 2014, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu pela impossibilidade de o ICMS compor a base de cálculo da Cofins.

Em 15 de março de 2017, no RE 574.706, com repercussão geral, decidiu também pela impossibilidade de compor a base de cálculo da Contribuição para o PIS/Pasep.

Ambos os julgados, porém, tratam de legislação que não diz respeito aos optantes pelo Simples Nacional. Para estes, vale a definição da base de cálculo do art. 3º, § 1º, da Lei Complementar nº 123, de 2006, cuja constitucionalidade o STF não julgou nesses processos, estando, portanto, em pleno vigor.

E, a rigor, a situação dos optantes pelo Simples Nacional é totalmente distinta, uma vez que, por sua sistemática de cálculo, o percentual de ICMS incide não sobre a operação de circulação e antes da Cofins e da Contribuição para o PIS/Pasep, mas sobre a receita bruta e paralelamente a elas. Sendo assim, o ICMS não compõe a base de cálculo do Simples Nacional, de sorte que esses julgados do STF são inaplicáveis aos optantes.

 

Fonte: Secretaria-Executiva do Comitê Gestor do Simples Nacional

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


© 1989 - 2018 ASCON - Assessoria Contábil • Todos os direitos reservados • Política de Privacidade • Desenvolvido por: Gilvan TFS / Eric Costa