Email:  
Senha:  
   
    Esqueci a senha!
    Cadastre-se
    :: home Terça-feira, 17 de Julho de 2018
  • Alta tecnologia e cerco do fisco dominam novo cenário contábil
    SÃO PAULO Uma verdadeira quebra de paradigmas marcou os últimos seis anos da contabilidade brasileira: a entrada do País nas normas internacionais do setor (IFRS) e a revolução...
    [leia mais]
  • Reabertura do Refis: o país inteiro ganhará com isso.
      O Sistema Fenacon aguarda, do Governo Federal, a sanção da MP 627/2013. A matéria foi aprovada no último dia 15 e contempla a emenda de autoria do senador Paulo...
    [leia mais]
  • Transmissão de SEFIP a partir de 1º de Janeiro de 2012
    A partir de 1º de Janeiro de 2012 não mais será possível a transmissão de SEFIP sem a utilização do certificado digital. Se ainda não tem, providencie...
    [leia mais]
  • Empresas se capacitam para operar sistema digital da Receita
    A Escrituração Fiscal Digital (EFD) Pis/Cofins será detalhada por auditor da Receita Federal do Brasil para evitar envio incorreto de informações e possíveis multasValdívia...
    [leia mais]
  • Por que Registrar uma Marca?
    A marca é a identidade da sua empresa no mercado, sem o registro, você não possui direito algum sobre ela. A constituição da sua empresa é apenas...
    [leia mais]
  • Mais um incentivo à transparência
      Em linha com as melhores práticas de governança corporativa praticadas em muitos países e cada vez mais atenta à transparência das informações prestadas...
    [leia mais]

ANTERIORES

DESTAQUES

NOVA Tabela de IMPOSTO de RENDA na Fonte - 2011

A Tabela Progressiva Mensal para o ano-calendário de 2011, sofreu alterações, conforme previsto na MP n. 528 DE 25/03/2011publicada no DOU de 28.03.2011.

Assim, para os rendimentos pagos a partir de 1º de abril de 2011, devem ter as retenções calculadas conforme a seguinte tabela progressiva mensal:


         TABELA DO IR FONTE - 2011

Base de Cálculo (R$)

     Alíquota

Parcela a Deduzir do IR (R$)

Até 1.566,61

         -

-

De 1.566,62 até 2.347,85

       7,5

117,49

De 2.347,86 até 3.130,51

      15,0

293,58

De 3.130,52 até 3.911,63

       22,5

528,37

Acima de 3.911,63

       27,5

723,95

 

A parcela a deduzir por dependente será de R$ 157,47 (cento e cinquenta e sete reais e quarenta e sete centavos).

A Receita Federal do Brasil, na redação da MP 528/2011, não publicou obrigatoriedade de retroagir e recalcular diferenças de imposto.

Fonte: Diário Oficial

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


© 1989 - 2018 ASCON - Assessoria Contábil • Todos os direitos reservados • Política de Privacidade • Desenvolvido por: Gilvan TFS / Eric Costa